How about we skip the small talk?
Your responses are anonymous and not associated with your Grindr account
Choose as many as you like
Choose as many as you like
Finding others who fit your search, hang tight...
Oops! Something went wrong while submitting the form

Educação sexual gay: A maneira mais segura de fazer a chuca

Seu professor de educação sexual está de volta e, desta vez, vamos desmistificar a tão falada chuca.
Grindr
&
Editorial team
May 20, 2024
June 22, 2024
7
min. read
Table of Contents

Uma das poucas coisas que não sinto falta na quarentena é ter que fazer a chuca, algo que eu fazia de maneira totalmente errada. Quando eu era um gayby (pessoa jovem, desinformada e gay), levava a sério demais minha rotina de chucas e gastava uma hora e litros de água nesse processo, geralmente ao som da cantora sueca Zara Larsson, para que meu colega de quarto não ouvisse.

Hoje em dia, ainda sou meticuloso com a maneira como faço a chuca, mas aprendi a ser mais cuidadoso porque, se feita de forma inadequada ou com muita frequência, pode ser mais prejudicial do que benéfica.  Como nenhum homem gay quer que seu pêssego estrague, conversei com o Dr. Evan Goldstein, CEO da Bespoke Surgical e especialista em bem-estar para homens gays, sobre o protocolo adequado para a chuca.

A merda acontece

Primeiro, vamos encarar o óbvio: “bagunça" acontece quando se faz sexo anal. Como homens gays, todos nós já passamos por isso, seja ativo ou passivo, então, quando isso ocorrer, não entre em pânico. Uma reação negativa pode ser traumática, e a última coisa que os homens gays precisamos é de mais trauma ou vergonha. Portanto, se e quando acontecer, limpe-se e siga em frente se sentir vontade. Caso contrário, reagende e não toque mais no assunto.

A fibra é sua aliada

Quando se trata de alcançar aquele corpo gay impossível tão comum na nossa cultura, os treinadores sempre dizem que a dieta é mais importante que o exercício. A mesma filosofia pode ser aplicada à chuca.

"Se preparar para o sexo anal começa, de fato, com sua dieta, bem antes de pensar em fazer a chuca", afirma Goldstein, atestando que, se você mantiver uma alimentação rica em fibras (naturais ou através de suplementos), a chuca deverá ser rápida, durando apenas alguns minutos. Com a dieta adequada, algumas pessoas nem precisam usar a ducha.

Ao consumir bastante fibra e água, suas fezes ficarão mais compactas e lisas, facilitando o processo. Considere incluir mais frutas, vegetais, leguminosas, folhas verdes, grãos integrais e farelo não processado na sua dieta, e tente limitar o consumo de laticínios (já que grande parte da população é pelo menos um pouco intolerante à lactose) e carnes vermelhas gordurosas.

Se você tiver um intestino menos previsível, o óleo de hortelã-pimenta com revestimento entérico pode ser uma ajuda, pois acalma os intestinos e pode ajudar a reduzir gases, inchaço e diarreia. "Se optar por suplementos, recomendo tomar fibra antes de dormir, para que a absorção e otimização ocorram enquanto você descansa, e você possa ir ao banheiro assim que acordar", sugere Goldstein.

Vá mais fundo

É claro que todos os corpos são diferentes, então planejar a alimentação para uma experiência limpa é algo muito pessoal. Além da dieta mencionada, Goldstein recomenda manter um diário alimentar para entender melhor os hábitos do seu corpo, pois o conteúdo do seu cólon reflete o que foi consumido de 24 a 48 horas antes. 

Durante a preparação, experimente inserir um brinquedo antes do ato para testar a limpeza; é como usar um palito para verificar se um bolo está pronto. Se sair limpo, você está preparado. Ajuste sua rotina conforme o necessário e dê tempo ao tempo até aperfeiçoá-la.

{{video-inline-cta}}

A Arte da Ducha

Se você tiver tempo para planejar sua relação sexual, o Dr. Goldstein recomenda fazer a chuca entre 30 e 60 minutos antes, para lidar com possíveis excessos de gás ou águaresidual escondida lá dentro. "O reto tem muitas dobras onde o líquido pode se acumular, então dar um tempo extra permite que ele saia antes do sexo", explica ele.

Segundo Goldstein, 88% dos homens que praticam sexo anal receptivo realizam a chuca antes do sexo usando métodos não comprovados, o que pode levar a problemas de saúde como dependência da chuca e irritação na região.

Para fazer a chuca de forma segura, Goldstein sugere ficar em pé com uma perna apoiada no assento do vaso sanitário ou na borda da banheira. De acordo com ele: "Isso reduz a chance de o líquido subir demais no reto, graças à gravidade". Ele acrescenta que, embora algumas pessoas prefiram fazer isso no chuveiro, ele recomenda expelir o líquido no vaso sanitário.

Como o canal anal tem cerca de 10 a 20 cm de profundidade e a ponta de uma ducha tem cerca de metade disso, aperte o bulbo da ducha com cuidado porque você só precisa limpar alguns centímetros de profundidade. Se o seu brinquedo ou parceiro tiver um tamanho acima da média, pode ser necessário mais alguns enxágues.

"Quando você usa uma chuca com bulbos maiores e insere mais de 200 ml de líquido de uma vez, o líquido pode ir além do reto e alcançar o cólon sigmoide, onde as fezes são armazenadas", explica Goldstein, insistindo que seu brinquedo ou parceiro(s) geralmente não alcançam tão profundamente. "Quanto mais você enxágua, mais fezes desaloja, o que significa que vai demorar mais para que tudo fique limpo. Assim, você acaba criando mais bagunça do que se não tivesse feito a chuca."

Para facilitar a inserção, lubrifique a ponta da chuca. Se for usar no chuveiro, opte por um lubrificante à base de silicone, que não sai tão facilmente, e certifique-se de que não há espuma de sabão na água, pois isso pode causar irritação adicional.

A Solução

 Os enemas da marca Fleet, embora amplamente disponíveis, não são a opção mais segura para uma chuca higiênica regular, pois podem causar mucosidade e ressecamento na área, o que pode resultar em danos às células, rachaduras e sangramento.

Desde que você não use todos os dias, água da torneira é adequada. Se possível, limite o uso da chuca a duas ou três vezes por semana. Usar mais do que isso pode eliminar bactérias necessárias para a saúde do intestino. Para evitar cãibras, use água morna.

Cuidado com a Ducha de Chuveiro

Muitos conhecem um gay que tem uma ducha de chuveiro e a adora, mas a verdade é que a maioria das mangueiras de chuveiro é muito longa e acaba ficando muito mais alta que o necessário dentro do cólon. Acrescente a isso o fato de que a maioria das mangueiras de chuveiro não regula a pressão da água e você se transformou em uma espécie de fonte humana.

"Toda essa água de alta pressão cria um efeito de balão, distendendo o reto e lavando tudo o que é benéfico", adverte Goldstein. "A menos que seu parceiro tenha mais de 30 centímetros de comprimento, ou que você esteja praticando fisting ou usando brinquedos realmente grandes, você simplesmente não precisa de uma 'limpeza profunda'."

Transparente

Como você pode ver, fazer uma chuca eficaz é muito mais complexo do que apenas jogar água no ânus e empurrá-la para fora. Você está lidando com uma parte do corpo que é tão bonita quanto sensível, então, mesmo que seu encontro íntimo esteja próximo, certifique-se de priorizar a segurança do seu corpo e usar a chuca de forma responsável. O futuro de seu buraco depende disso.

Share this article

Find & Meet Yours

Get 0 feet away from the queer world around you.
Thank you! Your phone number has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.
We’ll text you a link to download the app for free.
Table of Contents
Share this article
“A great way to meet up and make new friends.”
- Google Play Store review
Thank you! Your phone number has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.
We’ll text you a link to download the app for free.
“A great way to meet up and make new friends.”
- Google Play Store review
Discover, navigate, and get zero feet away from the queer world around you.
Already have an account? Login

Browse bigger, chat faster.

Find friends, dates, hookups, and more

Featured articles

Related articles

Find & Meet Yours

4.6 · 259.4k Raiting